segunda-feira, 9 de novembro de 2015

QUE TIPO DE APRENDIZ É O SEU ALUNO?


Cinestésico, auditivo ou visual? Veja em qual destes perfis seus alunos se encaixam e veja qual e a tecnologia ideal para cada um deles. Clique aqui:
VISUAL, AUDITIVO OU CINESTÉSICO?

GAMES E POWER POINT

 
O POWER POINT é uma ferramenta do WORD eficaz na criação de jogos. Porém, é preciso ter prática e seguir o passo a passo dos disparadores fritos nas animações. Para facilitar, caso queira o TUTORIAL para a criação de outros jogos, substituindo imagens e adicionando textos, envie um e-mail para: gguto35@gmail.com,  e identifique-se, informando também de onde você conhece meu blog.

HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NO AUXILIO DO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA


QUADRINHOS EM APLICATIVO DE CELULAR USADOS NA EDUCAÇÃO

Estudantes da Escola Estadual de Ensino Fundamental “Maroja Neto”, na avenida Pedro Miranda, no bairro da Pedreira, aprendem o idioma inglês de uma forma curiosa: por meio de histórias em quadrinhos criadas em computador. A ideia é do professor da disciplina, Anselmo Fernandes, que criou um ambiente acolhedor entre os estudantes, provocando interesse de meninos e meninas pelas aulas. Em sala de aula, Anselmo utiliza textos e imagens para passar o conteúdo aos estudantes.
Nas histórias em quadrinhos, que foram criadas por meio de um aplicativo de celular, os estudantes têm acesso a aspectos da gramática da língua inglesa e também treinam a pronúncia e audição relacionadas a esse idioma.
A aluna do 7º ano do Ensino Fundamental, Graciane Souza, conta como essa prática pedagógica melhorou o seu aprendizado. “Eu gosto muito das aulas, porque aprendo com maior facilidade e de uma forma descontraída, diferente do modelo tradicional de aula. Desse jeito, nós estamos interagindo, falando, é bem mais didático”, relata.
“Essas ferramentas tecnológicas fazem os estudantes terem mais interesse pelo inglês e deixam o ensino mais interativo. Usamos essas ferramentas para deixar o aprendizado mais fácil”, explica Anselmo Fernandes.
Como informa a vice-diretora da escola, Vivian Priante, as aulas ocorrem dentro da Biblioteca/Sala de Leitura, equipada com computadores que auxiliam nas aulas. “A escola oferece toda a infraestrutura e horários necessários para que essa ação pedagógica ocorra e contribua com a aprendizagem do idioma pelos estudantes”, finaliza Vivian Priante.
Eduardo Rocha
Secretaria de Estado de Educação

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

EVIL EYE IN THE SKY - I CAN READ YOUR MIND


Esta canção é em parte uma referência ao romance de George Orwell "1984", que trata do possível fim da privacidade individual causado pelo "Big Brother". No romance, os cidadãos estão sob vigilância contínua por equipamentos de vídeo escondidos, controlados por satélite. Entretanto, pode ser uma referência também aos atos de pessoas que transformam o mundo para melhor ou para pior, ou ainda sobre ética, determinando o que é estabelecido como correto, ou seja: o olhar pode referir-se à consciência. Somos responsáveis pelos nossos atos.

CONFERÊNCIA NACIONAL INFANTO-JUVENIL PELO MEIO-ÂMBIENTE


Contextos conferências 2009 from anselmoaugusto


 
Os alunos da escola Tiradentes I, 5ª A e 5ª C fizeram um levantamento sobre os problemas ambientais na escola. Percorreram o pátio, visitaram a biblioteca, os corredores e áreas onde há problemas ambientais. O levantamento de sua pesquisa servirá para a construção da "Árvore dos Sonhos", na qual eles irão expor os problemas e fazer propostas de melhoria.




sexta-feira, 28 de junho de 2013

BRITISH ENGLISH X AMERICAN ENGLISH

clique na imagem

Há uma diferença em relação aos vocábulos entre a língua inglesa falada na Inglaterra  e a língua inglesa falada nos EUA. Confira na tabela as mais comuns.

ACTIONS - SIMPLE PRESENT

clique na imagem
O SIMPLE PRESENT é um tempo verbal usado para descrever ações rotineiras. Confira as ações mais comuns no poster àcima. 

Example: You clean your house every day.

Na forma interrogativa usa-se o verbo auxiliar DO que auxilia o verbo principal.

Example: Do you clean your house every day?

A resposta pode ser tanto afirmativa: Yes. I do.

Como negativa: No, I don't (do + not).

Na 3ª pessoa do singular: he/she/it, acrescentamos um s, es ou ies na forma afirmativa.

Exemplos: 
He closes door at 5:00 p.m.
She goes to the movies on Fridays.
She *carries a bag.

*terminados em y precedido de consoante, perdem o y e adiciona-se ies
study = studies
cry = cries
Na forma interrogativa, usamos o auxiliar does
Example: 
Does she drink wine?
A resposta pede o mesmo verbo auxiliar:
Yes, she does (afirmativa)
No, she doesn't (negativa)

Em frases negativas, adicionamos not após o verbo auxiliar. O verbo principal fica na forma regular.

Example:

They don't eat shrimps.
She doesn't play soccer.